https://master.restaurantemadero.com.br/ pt

Madero

https://master.restaurantemadero.com.br/
Social VOLTAR

Hora de conhecer o mercado de trabalho

Cinquenta aprendizes vindos de casas de acolhimento do Estado, apoiados pelo Grupo Madero, terão oportunidade de emprego e formação

Publicado em 10 de agosto de 2018

A iniciativa faz parte de um Protocolo de Intenções do Tribunal Regional do Trabalho (PR) que prevê a parceria entre instituições e empresas privadas com o objetivo de contribuir com a inserção social de adolescentes, entre 14 e 24 anos, em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por meio da aprendizagem.

Os 50 jovens aprendizes selecionados terão a formação e contratação subsidiadas pelo Grupo Madero. Todos passarão por um curso de assistente administrativo e desempenharão suas atividades práticas em órgãos públicos indicados pelo Tribunal de Justiça do estado, assistidos pela Associação de Ensino Social Profissionalizante - Espro.

O Grupo já atua fortemente no âmbito social ao expandir seus negócios pelo país dando oportunidade a jovens sem experiência e muitas vezes vindos de regiões com menos oportunidades. “Para nós é uma honra fazer parte de um projeto dessa envergadura e poder contribuir ainda mais para o futuro desses adolescentes. Esperamos que seja apenas a semente de um bom exemplo para que outras empresas façam o mesmo”, afirma o diretor de Recursos Humanos do Madero, Fábio Voelz.

Hoje, a lei determina que as empresas reservem o mínimo de 5% de suas vagas para os aprendizes, mas são poucos os lugares que cumprem com essa obrigação. De acordo com o portal da Câmara dos Deputados, o setor público tem apenas 2,5% de jovens aprendizes em seu quadro de colaboradores.

No fim, essas ações colaboram para firmar o compromisso dos envolvidos com um dos princípios do Pacto Global da ONU, com relação ao combate ao trabalho infantil no mundo todo, explica a desembargadora do TRT-PR, Rosemarie Pimpão, “Para jovens em situação de vulnerabilidade social, o investimento em aprendizagem é um dos pilares que conduz à prática da verdadeira cidadania e um futuro melhor para todos eles”.